Sangramento durante a acupuntura. É normal?

O que significa quando ocorre sangramento ao retirar a agulha do paciente?

O sangramento é uma resposta do corpo ao tratamento. É uma válvula de escape para energias estagnadas ou toxinas existentes no órgão e/ou meridiano relacionado ao acuponto, sendo uma ocorrência positiva, mas nem por isso desejável.

Não existe um ponto que sangra mais que o outro, ou que sangre sempre. O sangramento pode aparecer, portanto, em qualquer ponto. Além disso é determinado pela condição física ou energética do órgão interno correspondente. Por isso, em condições de energia estagnada no local, na retirada da agulha pode sair uma gota de sangue.

Esta reação depende do estado de energia vital do paciente. Pode haver pontos com grande concentração de energia estagnada, ocasionando um sangramento. O sangue é uma forma de o organismo responder a uma estagnação de energia e conseguir eliminar essa energia parada. Isso pode ser positivo no tratamento, pois é um indício de que houve a circulação de Qi (energia).

Por ter funções terapêuticas, o sangramento proposital de determinados pontos é chamado de sangria.

O que é a sangria?

A sangria consiste na perfuração dos capilares dos vasos sanguíneos ou das veias superficiais com que têm pontas triangulares, conhecidas como lancetas de sangria. Normalmente, são retiradas algumas gotas de sangue, com o intuito de se combater certas disfunções orgânicas.

A sangria também pode ser feita com as tradicionais agulhas finas e longas, mas com técnica ou pouco diferenciada para a punção.

Na medicina humana é comum associar a ventosaterapia para complementar o tratamento dos pontos de sangria.

Indicações

A Medicina Tradicional Chinesa indica a sangria, principalmente para casos de estagnação de Qi (energia vital) e Xue (Sangue), mas também existem várias outras indicações para o uso desta técnica:

•Antipirética, no combate das enfermidades febris.

• Síndromes de calor do tipo Shi (excesso), causadas por fatores patogênicos exógenos e excesso de Yang.

• Auxiliar na eliminação da dor ocasionada pela obstrução de algum canal de energia, da estase de Xue (sangue) e do Qi (bioenergia);

• Apresenta propriedades estimulantes ao coração, pois incita a circulação sanguínea, sendo por isso, indicada em alguns casos de insuficiência cardíaca.

• Anti-inflamatória.

• Descongestionante.

• Depressão

• Síndrome do Pânico

• Anti-hipertensiva, reduz o calor e acalma a hiperatividade do Yang do fígado; nos casos em que a pressão arterial sobe repentinamente, a sangria constitui um método terapêutico de emergência muito eficaz.

• Desintoxicante, nos envenenamentos provocados por monóxido de carbono, álcool e infecções;

• Tranquilizante, pois auxilia no combate da inquietação e ansiedade, promovendo a comunicação entre os principais canais de energia.

• Regularizadora do equilíbrio geral do paciente, já que promove o ajuste energético entre a circulação do Qi (bioenergia) e do sangue (Xue), acalmando o fígado e eliminando a estagnação.

• Auxilia no combate ao inchaço patológico (tumefação).

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *